PUB.

Operação “FOCUS” da PSP em Bragança durante as festividades da cidade origina apreensão de material pirotécnico

Entre os dias 18 e 22 de agosto, mais precisamente, no decorrer das Festas da Cidade de Bragança, a Polícia de Segurança Pública (PSP) empenhou “fortemente” todas as suas valências, no sentido de garantir que as celebrações decorressem “com toda a paz, segurança e tranquilidade públicas”. 

De salientar que o Núcleo de Armas e Explosivos, através da Operação “FOCUS”, assumiu a postura de fiscalizar todas as atividades relacionadas com o emprego do fogo-de-artifício. Como resultado, um vendedor ambulante foi “surpreendido”, enquanto “expunha e vendia ilicitamente os seguintes artigos pirotécnicos”.

Entre o material apreendido, destaque para os 1900 artigos de pirotecnia Cat – F2, acondicionados em 19 embalagens, 700 artigos de pirotecnia Cat – F1, designadas, também, por bombetas grandes de calor, acondicionados em 14 embalagens, e 1200 artigos de pirotecnia Cat – F1 ou bombetas, acondicionadas em 24 embalagens. Após a apreensão do material por parte da PSP, o processamento contra-ordenacional seguiu a sua tramitação habitual. 

A PSP pretende, desta forma, combater o elevado número de mortos e sinistros na área da pirotecnia”, refere o Comando, em comunicado enviado à redação, sublinhando o facto de que, entre os anos de 2015 e 2019, “foram registados 35 acidentes e 18 mortos”. E como prevenir é, muitas vezes, o melhor remédio, o Comando Distrital de Bragança, liderado por José Carlos Neto, assume como tendo fulcral importância o “incrementar do sentimento de segurança”, enquanto se alerta para o risco real associado à “utilização indevida deste tipo de material”. 

 

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.


PUB.

The website encountered an unexpected error. Please try again later.