PUB.

Jorge Nunes agraciado pelo Presidente da República com uma das mais elevadas distinções nacionais

Na passada quinta-feira, dia 23 de Junho, Jorge Nunes, que exerceu o cargo de presidente da Câmara Municipal de Bragança entre 1997 e 2013, recebeu a condecoração de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.

Reconhecido, sei tratar-se de mais um compromisso que me orienta no sentido de continuar a servir a comunidade com lealdade e honradez. Agradeço a todos, que são muitos, os que ao longo da vida me têm ajudado no trabalho, na compreensão de que só vale a pena o que engrandece a comunidade e se, o resultado beneficiar direta ou indiretamente todos”, adiantou Jorge Nunes, agraciado no Palácio de Belém pelo próprio Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

De referir que a Ordem do Infante D. Henrique destina-se a distinguir quem houver prestado serviços relevantes a Portugal, no País e no estrangeiro, assim como serviços na expansão da cultura portuguesa ou para conhecimento de Portugal, da sua História e dos seus valores.

Como afirmou o próprio Jorge Nunes, esta distinção serve “como gratidão nacional pelos serviços prestados”.

De assinalar que a Ordem do Infante D. Henrique é, de facto, de entre as ordens honoríficas da Presidência da República, a mais relevante. Tem seis graus, sendo que o de Comendador corresponde ao quarto, havendo três graus acima e dois graus abaixo. Assim, à máxima distinção corresponde o Grande-Colar, seguindo-se a Grã-Cruz, o Grande-Oficial, o Comendador, o Oficial e, por fim, o grau/distinção de Cavaleiro/Dama.   

O Grande-Colar da Ordem do Infante D. Henrique é o mais alto grau da Ordem e é concedido pelo Presidente da República a Chefes de Estado estrangeiros. O Grande-Colar pode ainda ser concedido pelo Presidente da República a antigos Chefes de Estado e a pessoas cujos feitos, de natureza extraordinária e especial relevância para Portugal, os tornem merecedores dessa distinção.

JN

Comendador

Insígnias

Fita / Laço: o distintivo da Ordem suspenso de fita tripartida em faixas iguais, das cores azul, branca e negra, dispostas em pala, pendente do pescoço, ou de laço, para as senhoras.

Placa: placa prateada, em forma de resplendor de raios, tendo ao centro um círculo de esmalte branco carregado da cruz da Ordem, contido por listel circular negro, realçado a ouro, com o mote “Talant de bien faire”, em caracteres dourados.

São ainda insígnias do grau de Comendador a miniatura e a roseta, com as cores da Ordem, com galão de prata.
 

Fita de Comendador Placa de Comendador

 

BIOGRAFIA

 

António Jorge Nunes nasceu na aldeia de Refoios, Freguesia do Zoio, concelho de Bragança, a 24-07-1953. Estudou no antigo Liceu Nacional de Bragança, fez a licenciatura e mestrado na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

Exerceu funções públicas como técnico superior no Município de Torre de Moncorvo e de chefia no Município de Bragança. Exerceu funções privadas no setor de Construção Civil e Obras Públicas. Exerceu funções como gestor público, vogal da Comissão Diretiva do PO Norte 2020 de março de 2015 a março de 2020.

Exerceu o cargo de autarca, eleito em dezembro de 1997 para a presidência da Câmara Municipal de Bragança para o mandato 1998/2001; Reeleito para o mandato 2001/2005; Reeleito para o mandato 2005/2009; Reeleito para o mandato 2009/2013.

Distinguido com o Grau de Comendador da Ordem de Mérito, por Sua Excelência o Presidente da República a 10 de junho de 2014; Medalha de Honra do Instituto Politécnico de Bragança, a 28 de janeiro de 2014; Medalha “Brasão de Ouro do Município de Bragança” e título de “Cidadão Honorário de Bragança”, a 20 de fevereiro de 2014; Engenheiro do Ano 2012, pela Ordem dos Engenheiros da Região Norte, setembro de 2012; Medalha de Ouro da Faculdade de Direito de Lisboa a 3 de outubro de 2013; “Autarca por Excelência”, reconhecimento do Instituto Fontes Pereira de Melo, a 3 de outubro de 2013; “Medalha de Serviços Distintos, Grau Ouro” (ano de 2003) e “Diploma e Crachá de Ouro” (ano de 2013), reconhecimento da Liga dos Bombeiros Portugueses;

Por inerência de funções autárquicas, exerceu diversos cargos.  É associado ou sócio honorário de diversas instituições de âmbito social, humanitário cultural e desportivo. É autor dos livros: “Pontes Antigas do Concelho de Bragança” e “Gestão do Município de Bragança no período de 1998 a 2013”; de textos em livros e catálogos.

 

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.


PUB.