Jovem brigantino cria associação Plano B que procura formar atletas e treinadores de basquetebol

O ex-atleta de basquetebol e, agora, treinador, João Guerra decidiu transformar o seu sonho em realidade ao criar a Plano B. Trata-se, na sua essência, de uma associação que pretende auxiliar treinadores e atletas de formação em todo o território nacional.

Quem lida com o jovem transmontano, reconhece a sua determinação em procurar fazer do basquetebol de formação o seu hino de vida. “Porque é este hino de vida ou para a vida, onde emerge o verdadeiro espírito, desta associação, que passou a constituir o verdadeiro porto de abrigo para treinadores e atletas de basquetebol”, sustenta o fundador e rosto visível da Plano B, sublinhando que esta “não é mais uma associação com valores do passado, mas antes um regresso aos valores essenciais, às ligações entre pessoas e para pessoas, criar equipas que consigam dar o verdadeiro espetáculo, dentro do espetáculo desportivo”.

Sediada em Lisboa, a associação Plano B - A Alma do Basquetebol surge, assim, de uma necessidade concreta e emergente que João Guerra identificou no basquetebol nacional. “Para mim era necessário dar mais e melhor apoio aos treinadores e atletas desta modalidade”, argumenta o entrevistado, natural de Bragança.

 

A Plano B pretende expandir os horizontes da modalidade do basquetebol a nível nacional, ao apoiar treinadores e ao formar jovens atletas

 

Nesse sentido, foram estabelecidas diversas parcerias com entidades públicas e privadas, que surgem no âmbito de uma “extensa rede de contactos” com escolas, clubes e comunidades a nível nacional. A título de exemplo, foi concretizado um importante protocolo de cooperação com a Faculdade de Motricidade Humana (FMH) da Universidade de Lisboa, na pessoa do professor António Paulo Ferreira, editor do livro "Basquetebol ensinar e aprender o jogo”. “Este protocolo permite à associação Plano B obter níveis de conhecimento mais alargados e, assim, emprestar todo esse conhecimento aos seus treinadores e atletas”, assevera João Guerra, que acredita que “a chave para que se consigam atingir níveis de alto rendimento e profissionalização está na formação de atletas e treinadores”. Uma visão partilhada pela associação e pelos seus parceiros, garante o jovem de 28 anos.

De salientar, ainda, que, já na próxima época desportiva, que terá início no mês de outubro, a Plano B reativará o basquetebol de formação do clube Estoril Praia, assim como no St. Dominic’s International School com treinos semanais para os seus alunos.

Log

Da Plano B à NBA portuguesa

 

A Plano B foi criada com a premissa de colocar o basquetebol de formação no mapa nacional e conta, para o efeito, com o apoio incondicional da Federação Portuguesa de Basquetebol e da Plano B TV, entre vários outros.

Para além de João Guerra, o mentor e fundador da associação que, na próxima época, representará o Paço De Arcos Clube, onde é coordenador da secção de Basquetebol Feminino, faz parte Nuno Duarte, que se dedica às áreas de comunicação nacional e internacional.

Quanto aos serviços disponíveis, aos clubes é proporcionada uma campanha de promoção da modalidade, uma formação de todos os escalões, uma organização de campo de férias, serviço de logística e uma transmissão dos jogos na “Plano B TV”. Já aos treinadores, é assegurado apoio financeiro, formação contínua e conferências/seminários Plano B. Por último, mas não menos importante, os serviços disponibilizados aos atletas pela associação passam por gerir a formação dos mesmos, bem como a sua imagem desportiva, para além do lançamento de campanhas de captação de atletas remetidas à comunidade local.

No que diz respeito ao primeiro projeto, “Equipa Sénior, através de escalões de formação”, entrará em vigor no ano de 2021 e terá uma duração de 10 anos. “No contexto desportivo, a formação é a base de uma pirâmide, uma vez que esta permite atribuir a um conjunto de indivíduos capacidades técnicas, táticas e aptidões físicas, para que seja possível a construção de uma equipa forte apta para disputar nas altas competições nacionais”, evidencia João Guerra, para quem “é imprescindível angariar atletas para minibasquetebol para que a formação seja bem sucedida e se torne exequível ter atletas para todos os escalões de formação, de maneira a fomentar a longo prazo uma equipa sénior qualificada”.

Na opinião do jovem brigantino, “todo este trabalho executa-se através do recrutamento de atletas, da seleção de treinadores competentes e da coordenação dos mesmos”, até porque, “uma vez que as equipas seniores estão no topo, é necessário existir um investimento em atletas”.

O segundo projeto, “Equipa Sénior”, não só compreende a logística de angariação de atletas com a escolha de um treinador de qualidade e com experiência, mas, também, suporta toda a imagem e gestão de angariação de apoios.

Relativamente ao terceiro e último projeto, trata-se da “Equipa Sénior e escalões de formação”, que visa, de acordo com João Guerra, “unir a angariação da base da pirâmide ao topo desta, tornando possível uma referência nos escalões de formação”.

bio

BIOGRAFIA

Nome: João Miguel Saldanha Pombo Guerra

Data de Nascimento: 10/01/1992

Naturalidade: Bragança

Residência: Linda-a-Velha, Oeiras

Desde sempre ligado ao desporto, começou por praticar hóquei em patins e futebol, passando para o basquetebol com 12 anos. Começou no Clube Académico de Bragança e passou pelas Estrelas Brigantinas, também, na capital de distrito, onde fez toda a sua carreira como praticante até 2009.

Em 2010 foi para o Porto, jogar no Vasco da Gama, onde conquistou o título de Campeão Nacional no escalão de sub18. Ainda como jogador, jogou 3 épocas na SIMECQ, já no escalão de sénior.

Em 2014, iniciou funções de treinador de uma equipa sub14 masculina, também na SIMECQ. Dois anos depois, em 2016, João ingressou no Clube Basket Queluz como treinador onde permaneceu até 2019, tendo treinado vários escalões, desde seniores Fem, sub19 Fem, Sub16 Fem, Sub14 Fem, bem como sub18 Masculinos.

De todas estas experiências, destacam-se os títulos de campeão distrital e o de vice-campeão nacional como treinador adjunto. Na próxima época, em 2020/2021, o jovem brigantino representará o Paço de Arcos Clube, onde é coordenador da secção de basquetebol do feminino e lidera a equipa de sub19 femininas e séniores femininas, no ano de abertura da equipa de sénior femininas do clube.

Quanto ao seu Percurso Académico, é Licenciado em Ciências do Desporto pela FCDEF – Universidade de Coimbra e, mais recentemente, frequenta o mestrado em Treino de Alto Rendimento da FMH - Universidade de Lisboa.

Durante o ano de 2018, fez uma série de 14 artigos de opinião sobre basquetebol para um site especialista na área do desporto.

Ao longo dos anos manteve-se sempre atento e ligado à atividade da modalidade no distrito de Bragança, sendo um dos fundadores dos campeonatos 3x3 que ocorrem durante o verão na cidade, bem como do Campus de Aperfeiçoamento Técnico de Bragança.

JG

 

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.


PUB.